Game of Thrones – Episódio 8: The Pointy End

Publicado: junho 27, 2011 em Séries, TV
Tags:, , , , , ,

O oitavo episódio de Game of Thrones é onde começa a ruptura com tudo o que se esperava até então. Não há mais lugar para intrigas, a ação (no sentido de tomada de decisões) toma conta e jogo agora deixa o âmbito do planejamento e começa a ser executado, como o título já anuncia: “The Pointy End”.

Roteirizado pelo criador da obra, George R. R. Martin, “The Pointy End” apresenta ganchos importantíssimos em todos os quatro núcleos narrativos da história, numa edição que lembra uma correria desenfreada. Após a morte do rei Robert Baratheon e a inevitável prisão do mão Ned Stark, guardas são enviados para “prender” Arya Stark (à mando da rainha Cersei), que é prontamente defendida por seu mestre espadachim Syrio, enquanto a mesma foge do castelo. Sua irmã, Samsa, continua sendo manipulada pela rainha. Enquanto isso na muralha, Jon Snow finalmente encontra-se cara a cara com um errante (espécie de criatura que havia aparecido anteriormente no primeiro episódio da série) e o mata após um tenso combate. Do lado do núcleo dothraki, Daenerys enfrenta a “cúpula” de Khal Drogo e “salva a honra” das mulheres espólios de guerra de uma tribo devastada pelos dothraki – além de um tenso duelo entre Drogo e um vassalo. Ou seja, mais (será possível) em todos os lados focados pelo episódio, tudo amarrado com esmero por Martin, que antes de escrever a obra A Song of Ice and Fire (Crônicas de Gelo e Fogo, no Brasil) trabalhou por muitos anos como roteirista e produtor de televisão. Sendo assim, o mesmo possui o know-how necessário para cuidar de tão meticulosa missão, e o faz de maneira mais do que satisfatória.

O recentemente coroado Rei Joffrey

Contudo, para não sair da ordem natural dos eventos até então, não há como deixar de destacar também o arco do personagem Tyrion Lannister, que se já vinha agradando desde os episódios iniciais, o que dizer agora depois de sua “escapada” do Ninho da Águia e sua inusitada parceria com o mercenário Bronn (ironico nos momentos certos), além da aliança com três tribos de “bárbaros” das montanhas. Muito humor, sarcasmo, sangue e ironia, a cargo deste que talvez seja o melhor personagem (e atuação) de toda a série.

“The Pointy End” representa o momento de ruptura para a série e ao mesmo tempo o início do “fim” brutal que provavelmente acontecerá no último episódio. Contudo, para isso ainda teremos de passar pelo complicado miolo, que será apresentado no episódio seguinte (nono) e, pelo que foi apresentado até então, cabeças irão rolar muito em breve.

Se você ainda não leu os reviews dos episódios anteriores de Game of Thrones, confira através dos links abaixo:

Episódio 1 – The Winter is Coming

Episódio 2 – The Kingsroad

Episódio 3 – Lord Snow

Episódio 4 – Cripples, Bastards and Broken Things

Episódio 5 – The Wolf and the Lion

Episódio 6 – A Golden Crown

Episódio 7 – You Win or You Die

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s