Filme Clássico: Juventude Transviada (1955)

Publicado: agosto 6, 2011 em Cinema, Filme Clássico
Tags:, , , , ,

:: Sinopse ::

Jim Stark (James Dean) é um encrenqueiro, que fez os pais se mudarem de uma cidade para outra até se fixarem em Los Angeles, que é preso de madrugada por embriaguez e desordem. No distrito policial está Judy (Natalie Wood), uma jovem que está revoltada com o pai, que a chamou de vagabunda imunda por ter se maquiado. Lá está também um rapaz, John Crawford (Sal Mineo), mais conhecido como Platão, que atirou em alguns cães. Um compreensivo policial entende que Jim recebe em casa apenas um amor superficial dos seus pais, e que Jim nunca aceitou que seu pai seja totalmente submisso à sua mãe. Enquanto Jim espera na delegacia pelos pais, que tiveram de cancelar um compromisso social para tirá-lo da prisão, ele tem um rápido contato com Judy e Platão. Após ser libertado parecia que tudo estava resolvido, mas ao tentar fazer amizade na manhã seguinte com sua jovem vizinha, a própria Judy, cria um desentendimento com Buzz (Corey Allen), que namora Judy e é o líder de uma gangue do colégio. Esta rivalidade vai gerar algumas situações com trágicas conseqüências.

:: Impressões ::

Juventude Transviada causou furor em sua época de lançamento e até hoje é festejado como marco do cinema. Sendo assim, mais de cinquenta anos após sua estréia nos cinemas norte-americanos, me vejo acompanhando o mesmo. E, apesar do impacto não ser mais o mesmo (convenhamos, quase cinco décadas se passaram e a rebeldia exibida pelo filme não representa nossa realidade atual) o filme realmente é um belo espetáculo, contando com uma mágica atuação do então jovem talento James Dean (morto tragicamente aos 24 anos) e pela simplicidade e muitas vezes tolo roteiro. Sendo assim, bons personagens junto a uma história que se mantém sempre interessante são o que tornam Juventude Transviada um filme imperdível até hoje.

Talvez mais até do que em sua época de lançamento este filme retrate (mesmo que de forma um tanto quanto idealizada) a primeira geração pós-2ª guerra, com seu ímpeto de rebeldia (como já adianta o título do longa), problemas no seio do lar, além do desapego as regras sociais e à própria vida em si. Realmente falta um pouco mais de densidade no que concerne ao drama do enredo, no aprofundamento dos personagens e no desenvolvimento dos temas que marcaram essa época, contudo, mesmo que não perfeito, Juventude Transviada consegue nos fazer imergir nesse período conturbado para o jovem norte-americano, sendo assim o filme que retrata o jovem da década de 1950, assim como Sem Destino (Easy Rider) o fez na década de 1960.  Um clássico ambivalente em essência: atemporal e datado, porém clássico. Juventude Transviada é ao mesmo simples e contagiante, portanto merecedor de figurar na lista dos 100 melhores filmes norte-americanos da história (de acordo com o American Film Institute).

:: Ficha Técnica ::

Elenco: James Dean, Natalie Wood, Sal Mineo, Edward Platt. Jim Backus, Corey Allen e Dennis Hopper.

Título original: Rebel Without a Cause

Gênero: Drama

Duração: 111 min.

Ano de lançamento: 1955

Estúdio: Warner Bros.

Direção: Nicholas Ray

Roteiro: Stewart Stern, baseado em estória de Nicholas Ray

Produção: David Weisbart

Música: Leonard Rosenman

Fotografia: Ernest Haller

Direção de arte: Malcolm C. Bert

Figurino: Moss Mabry

Edição: William H. Ziegler

:: Trailer ::

Sem legendas

:: Links ::

Sinopse e Ficha Técnica: Adoro Cinema

– Fichas do IMDB:

* James Dean

* Natalie Wood

* Dennis Hopper

* Nicholas Ray (roteirista e diretor)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s