:: Sinopse ::

(Parte 1)

Prestes a completar 17 anos, Harry Potter (Daniel Radcliffe) precisa ser transportado da casa dos seus tios, os Dursley, até um local seguro. Lorde Voldemort (Ralph Fiennes) e seus comensais da morte sabem que a transferência está prestes a acontecer e aguardam sua realização para atacar. Para que ela ocorra vários amigos de Harry, como Rony Weasley (Rupert Grint), Hermione Granger (Emma Watson), Remo Lupin (David Thewlis), Hagrid (Robbie Coltrane) e “Olho-Tonto” Moody (Brendan Gleeson), tomam a Poção Polissuco e assumem a forma física de Harry. A intenção é despistar Voldemort sobre quem é o Harry verdadeiro, de forma que ele possa chegar seguro à Toca, casa dos Weasley. A missão é bem sucedida, mas logo a situação se torna ainda mais perigosa. O Ministro da Magia Rufus Scrimgeour (Bill Nighy) é morto e, em seu lugar, assume um dos asseclas de Voldemort. Harry e seus amigos passam a ser caçados impiedosamente, obrigando que ele, Rony e Hermione fujam. Precisando mudar constantemente de lugar, eles elaboram um plano para encontrar e destruir as horcruxes que podem eliminar Voldemort de uma vez por todas.

(Parte 2)

Harry Potter (Daniel Radcliffe) e seus amigos Rony Weasley (Rupert Grint) e Hermione Granger (Emma Watson) seguem à procura das horcruxes. O objetivo do trio é encontrá-las e, em seguida, destruí-las, de forma a eliminar lorde Voldemort (Ralph Fiennes) de uma vez por todas. Com a ajuda do duende Grampo (Warwick Davis), eles entram no banco Gringotes de forma a invadir o cofre de Bellatrix Lestrange (Helena Bonham Carter). De lá retornam ao castelo de Hogwarts, onde precisam encontrar mais uma horcrux. Paralelamente, Voldemort prepara o ataque definitivo ao castelo.

:: Impressões ::

Finalmente, após duas partes de uma mesma história, a saga Harry Potter encontra seu final nas telonas. As Relíquias da Morte Partes 1 e 2 encerram de forma enérgica, épica e satisfatória a jornada do bruxo contra seu algoz Voldemort, com direito a muita emoção, batalhas, tensão, suspense e, como não poderia deixar de ser, uma das grandes marcas da franquia, a morte de personagens queridos que, neste derradeiro capítulo, acontecem aos montes.

Como foi dividido em dois filmes “distintos”, As Relíquias da Morte apresentam em cada um desses direcionamentos e ambiencias distintas, sendo a primeira parte quase que um “road-movie” da saga, com um teor mais introspectivo, uma espécie de preparação para  a inevitável batalha final entre Harry e seus comapanheiros de Hogwarts, contra Lorde Voldemort e seus comensais da morte. O clima frio e nebuloso que permeia toda a primeira parte é importantíssimo para que notemos o quanto Harry Potter cresceu, tanto fisicamente quanto psicologicamente, visto que o mesmo nunca pareceu tão confiante e acertivo quanto naquele momento, em que visava apenas a destruição das horcruxes de Voldemort. Primeiro filme de toda a série a não mostrar Hogwarts (lembramos apenas que a mesma ainda existe devido a uma rápida aparição do personagem Neville Longbottom no trem que viaja à escola), As Relíquias da Morte Parte 1 é talvez o mais distinto dos filmes da franquia, o que possui tonalidades diferentes de toda a série e que, consequentemente, consegue se aproximar do personagem título com muito mais profundidade  e destaque. Devido ao estilo desta parte da jornada, este talvez seja o filme mais estático e com menos ação de todos, entretanto, em contrapartida (talvez devido a falta de pirotecnia constante) é um dos mais interessantes, servindo como uma excelente ponte ao desfecho da série, que se dá em As Relíquias da Morte Parte 2.

Eis que, cerca de 9 meses após a estréia da primeira parte de As Relíquias da Morte, o grande encerramento é finalmente mostrado nas telas. E, como não poderia deixar de ser, o mesmo é emocionante, tenso, grandioso e mágico, contudo, apesar do brilhantismo, esmero e cuidado do diretor David Yates e toda a equipe de produção – principalmente pela iniciativa (mercadológica ou não) de dividir o derradeiro filme em dois – esta segunda parte se apresenta um tanto quanto apressada em determinados pontos (os combates em si não se apresentam tão urgentes e mortais como aparentavam ser num primeiro olhar  e  a elminaçao das horcruxes têm alguns desfechos tolos) e desnecessária em outros (onde está o poderio de Voldemort e seus comensais?), ou seja, não é tão equilibrada como o primeiro. No entanto, o mesmo compensa com toda a sua carga dramática, algumas cenas de combate de esbugalhar os olhos, além de um desfecho sincero e emocionante, onde acompanhamos alguns personagens seguindo com o ciclo da vida alguns anos após a derradeira  batalha contra o mal.

É óbvio que para um produto como esse, possuidor de milhares de fãs, de diversas partes do mundo, sempre fica um gostinho de “quero mais”. Contudo, apesar de todas as dificuldades, os responsáveis pela até então maior franquia cinematográfica da história (pelo menos no que concerne a lucratividade) conseguiram fechar a saga com sucesso, entregando um filme que talvez não entre para os anais da história com diversos prêmios Oscar (como alguns mais entusiasmados esperavam) ou como o (os) melhor (es) da franquia, mas que com certeza ajudou a estabelecer a saga Harry Potter como um mito cinematográfica e da cultura pop, além de sacramentar de todas as formas possíveis o nome da mesma em todos os tópicos de discussão do mundo, além, é claro, de ter se tornado (no caso, a última parte) o filme com maior arrecadação de toda a franquia. Uma série de filmes que de fato mudou o cinema (de fantasia, seja infantil ou não), para o bem e para o mal.

*

Caso você não tenha visto minhas impressões sobre os filmes anteriores da franquia, acesse os links abaixo:

Harry Potter e a Pedra Filosofal

Harry Potter e a Câmara Secreta

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

– Harry Potter e o Cálice de Fogo

Harry Potter e a Ordem da Fênix

Harry Potter e o Enigma do Príncipe

*

:: Fichas Técnicas ::

Elenco: Daniel Radcliffe, Rupert Grint, Emma Watson, Michael Gambon, Maggie Smith, Alan Rickman, Robbie Coltrane, Bill Nighy, Julie Waters, Helena Bonham-Carter, David Thewlis, Jason Isaacs, Tom Felton, Jim Broadbent, Imelda Staunton, Ralph Fiennes e Warwick Davis.

Título original: Harry Potter and the Deathly Hallows: Part 1

Gênero: Aventura

Duração: 146 min.

Ano de lançamento: 2010

site oficial: http://www.asreliquiasdamorte.com.br

Estúdio: Warner Bros. / Heyday Films

Direção: David Yates

Roteiro: Steve Kloves, baseado em livro de J.K. Rowling

Produção: David Barron e David Heyman

Música: Alexandre Desplat

Fotografia: Eduardo Serra

Direção de arte: Andrew Ackland-Snow, Mark Bartholomew, Alastair Bullock, Christian Huband, Molly Hughes, Hattie Storey e Gary Tomkins

Figurino: Jany Temime

Edição: Mark Day

Efeitos especiais: Industrial Light & Magic / Double Negative / Cinesite / Framestore / Baseblack / Moving Picture Company / Plwman Craven & Associates / Rising Sun Pictures / The Visual Effects Company

Título original: Harry Potter and the Deathly Hallows: Part 2

Duração: 130 min.

Ano de lançamento: 2010

:: Trailers ::

Parte 1 (2010)

Legendado

Dublado

Parte 2 (2011)

Legendado

Dublado

:: Links ::

Sinopse e Ficha Técnica: Parte 1 / Parte 2 (Adoro Cinema)

Histórico de Bilheteria (The-Numbers):

* Harry Potter and the Deathly Hallows Part 1

Harry Potter and the Deathly Hallows Part 2

* Série de Filmes

– Posts sobre os filmes anteriores:

* Harry Potter e a Pedra Filosofal

* Harry Potter e a Câmara Secreta

* Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

* Harry Potter e o Cálice de Fogo

* Harry Potter e a Ordem da Fênix

* Harry Potter e o Enigma do Príncipe

Anúncios
comentários
  1. […] em si, pois ambas as partes já foram comentadas no blog na sessão Franquia, podendo ser acessadas aqui (caso queira ver a análise de toda a franquia Harry Potter, clicar aqui). Sendo assim, com erros e […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s