Franquia Pânico: Pânico (1996)

Publicado: setembro 7, 2011 em Cinema, Franquia
Tags:, , , , , , ,

:: Sinopse ::

Numa pacata cidadezinha, jovens começam a receber ligações de maníaco que faz perguntas sobre filmes de horror. Quem erra, morre. As perguntas seguem uma lógica que será desvendada numa grande festa escolar.

:: Impressões ::

Como é legal revisitar um filme depois de muito tempo e confirmar que o mesmo continua bom. Lançado há cerca de 15 anos, Pânico foi um marco para o gênero terror/horror, visto que coube ao mesmo os papéis de reciclar esse gênero até então combalido (no cinema, óbvio), além de prestar homenagem ao mesmo, principalmente aos intitulados “slasher-movies” dos anos 1970 e 1980, principalmente. Dirigido por um dos mestres deste gênero, o saudoso Wes Craven (também criador da franquia A Hora do Pesadelo)e escrito pelo até então desconhecido roteirista Kevin Williamson (que viria a criar a bem-sucedida série de TV Dawson’s Creek), Pânico foi um grande sucesso de bilheteria, além de precursor de várias imitações (algumas boas, outras nem tanto, mas muitas ruins) que viriam nos anos seguintes, além de fomentar calorosos debates entre fãs de cinema.

Pânico é dotado de um roteiro baseado em metalinguagem, que ao mesmo tempo em que tece a trama do misterioso assassino com a máscara de fantasma, homenageia diversos filmes do gênero, tanto através de referências nas cenas, quanto de citações e, principalmente, através da própria trama em si, visto que diversos dos personagens apresentados no filme são mostrados como verdadeiros especialistas em filmes de terror. Dentre os longas homenageados, encontram-se Halloween, de John Carpenter, Sexta-Feira 13, Psicose, de Alfred HitchcockO Silêncio dos Inocentes, de Jonathan Demme, além do próprio A Hora do Pesadelo, de Craven, dentre outros.

Visto hoje, Pânico ainda mantém-se interessante. É claro que alguns pontos estruturais do filme, no que concerne ao desenvolvimento do roteiro e a edição do filme estão adequados à forma de cinematografia dos anos 1990, contudo o filme em si consegue manter-se intacto, tanto como entretenimento, quanto como referência do gênero. Pânico continua divertidíssimo, “original” e interessante.

E, como não deveria deixar de acontecer, devido ao grande sucesso de bilheteria do filme (com um custo estimado em 14 milhões de dólares, conseguiu faturar, no mundo todo, cerca de 173 milhões de dólares), uma seqüência foi encomendada e lançada um ano depois. Para conferir minhas impressões acerca de Pânico 2, clique aqui.

*

É interessante conferir um filme antigo, pois comumente nos deparamos com alguns atores ou atrizes que hoje encontram-se consagrados (ou não) encabeçando pequenos papéis ou até mesmo pontas. Neste caso, a frânquia Pânico é uma das mais prolíficas no que se refere à  descoberta de “talentos”. Neste primeiro capítulo temos as presenças de gente do calibre de Skeet Ulrich (que mais tarde viria ser protagonista da série Jericho), Drew Barrymore (que retornaria a ter evidência após o filme As Panteras),   Matthew Lillard (que interpretaria o personagem Salsicha nas duas primeiras adaptações cinematográficas de Scooby-Doo), Rose McGowan (que, além de encabeçar a série Charmed, protagonizou o filme Planeta Terror, de Robert Rodriguez), Liev Schreiber (talvez o que melhor se estabeleceu atualmente dentre o elenco de Pânico, além de Barrymore, trabalhando com gente do calibre de Edward Zwick, em Um Ato de Liberdade, Jonathan Demme, em Sob o Domínio do Mal, O Amor nos Tempos do Cólera, de Mike Newell, além de antagonizar com Hugh Jackman o filme solo de Wolverine, interpretando o vilão Dentes-de-Sabre, dentre outros filmes), além, é claro, do trio de “protagonistas”, formado por Neve Campbell, Courteney Cox e David Arquette.

:: Ficha Técnica ::

Elenco: Neve Campbell, Courteney Cox, David Arquette, Skeet Ulrich, Matthew Lillard, Rose McGowan e Drew Barrymore.

Título original: Scream

Gênero: Terror

duração: 110 min.

Ano de lançamento: 1996

Estúdio: Dimension Films

Distribuidora: Dimension Films / Miramax Films

Direção: Wes Craven

Roteiro: Kevin Williamson

Produção: Cathy Konrad e Cary Woods

Música: Marco Beltrami

Fotografia: Mark Irwin

Direção de arte: David Lubin

Figurino: Cynthia Bergstrom

Edição: Patrick Lussier

Efeitos especiais: K.N.B. EFX Group, Inc.

:: Trailers ::

Legendado

HD (Sem Legendas)

:: Links ::

Sinopse e Ficha Técnica: Adoro Cinema.

Bilheteria: Box Office Mojo.

Fichas do IMDb:

* Neve Campbell

* Courteney Cox

* David Arquette

* Skeet Ulrich

* Matthew Lillard

* Drew Barrymore

* Wes Craven (Diretor)

* Kevin Williamson (Roteirista)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s