Até agora a melhor graphic-novel da série Marvel Knights, Namor: As Profundezas é uma grande história de mistério, que bebe bastante de autores clássicos do horror, como Edgar Alan Poe e H.P. Lovecraft, principalmente pelo clima passado através das linhas de Peter Milligan (X-Force) e da arte de Esad Ribic (Loki, Surfista Prateado: Réquiem). Claustofóbrica e cheia de mistério, o enredo dividido em cinco partes mostra-se interessante do começo ao fim, procurando envolver o leitor através das personalidades distintas dos diversos personagens apresentados durante a trama. Na verdade, o personagem título (Namor, ou Sub-Mariner na edição original) nada mais é do que um coadjuvante e, talvez por isso, o roteiro desenvolvido por Milligan funcione tão bem, pois passamos a acompanhar as “descobertas” e reviver as “lendas” sobre o ser atlante junto aos homens que participam da expedição marítima.

Carregado de um clima vitoriano e passado em meados do século XX (nunca fica claro o ano em que a história se passa), Namor: As Profundezas é quase que perfeito, mais pelo clima e ambiência da história, do que propriamente pela inovação criativa do enredo. Esta perfeição no que se propõe só não é devidamente alcançada devido ao fator técnico, que, infelizmente, é essencial numa novela gráfica: a instabilidade apresentada no traço de Ribic. Conferi os trabalhos Loki e Surfista Prateado: Réquiem, ilustrados por Ribic, e a qualidade dos mesmos são substancialmente mais uniformes do que a que o artista apresenta em As Profundezas. É claro que não é a todo momento que a arte do ilustrador “falha”, contudo em alguns momentos ela parece um tanto quanto apressada.

Exceptuando essa pequena falha, Namor: As Profundezas é, até então, o melhor, mais interessante, cativante, dinâmico e bem-executado produto da linha Marvel Knights, equilibrando perfeitamente a necessidade de apresentar o personagem título aos não iniciados, ao mesmo tempo em que não incomoda, de maneira alguma, o leitor já familiarizado com o mesmo, principalmente pela roupagem distinta apresentada do mesmo, que não o descaracteriza, pelo contrário, no meu ponto de vista, o torna tão ou até mesmo ainda mais interessante do que o mesmo é.

*

Já publiquei comentários sobre os seguintes títulos da linha de especiais Marvel Knights, lançadas no Brasil pela Panini Books/Panini Comics:

Capitão América: A Escolha

Homem-Aranha: Com Grandes Poderes…

Namor: As Profundezas foi lançado no Brasil pela editora Panini, numa caprichada edição em capa dura que reúne as cinco partes da minissérie publicada originalmente, nos Estados Unidos, no ano de 2008. O preço cobrado pela obra é bastante justo, principalmente pela alta qualidade de sua formatação por aqui.

Anúncios
comentários
  1. […] obras possuem acabamento similar, vale a pena incluir Mitos Marvel ao lado das demais publicações Namor: As Profundezas, Homem-Aranha: Com Grandes Poderes… e Capitão América: A […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s