Posts com Tag ‘lena headey’

Depois do belo episódio introdutório, que se não apresentou nada de espetacular, serviu muito bem como uma espécie de boas-vindas ao fã do seriado, a segunda temporada de Game of Thrones começa a tomar corpo. The Night Lands mostra pelo menos dois lados do cada vez mais delicado jogo dos tronos, com a participação mais do que essencial de Tyrion Lannister (o premiado ator Peter Dinklage) e sua irmã, Cersei Lannister (Lena Headey), como  motores da mobilização em Porto Real rumo ao inevitável conflito contra os irmãos Stannis (Stephen Dillane) e Renly Baratheon (Gethin Anthony), este último ainda sem dar as caras nesta temporada.

Apesar do aquecimento das engrenagens entre Lannisters e Baratheons serem de grande valia, os grandes destaques do episódio são o aumento da participação  – tanto em tela, quanto em interesse demandado pela trama – de Arya Stark (Maisie Williams), que após a breve participação no episódio anterior, aparece mais e com isso revela mais alguns detalhes acerca do universo originalmente concebido por George R. R. Martin e o olhar sobre o reino de origem de Theon Greyjoy (Alfie Allen), onde finalmente podemos conhecer tanto seu lar, quanto seu pai (mesmo que isso não seja assim tão positivo).

Como não podia deixar de ser, o núcleo da muralha continua a ganhar destaque, em especial Jon Snow (Kit Harington), gradativamente evoluindo como provável herói da série. Afora estes, pouco se vê de Daenerys (Emilia Clarke) e os dothraki, muito menos aparecem Robb, Samsa e Caytelyn Stark, tendo mais uma vez uma pequena participação novos personagens que sugerem certa importânica à trama, dentre eles Davos Seaworth (Liam Cunningham) e Melisandre (Carice van Houten), ambos aliados do outro candidato ao trono, Stannis Baratheon.

Com um ritmo mais acelerado – e também interessante – do que o episódio de estreia, The Night Lands fecha com um enigma que desperta grande interesse, em especial por, pelo menos por enquanto, não refletir ao disputado jogo de tronos em andamento. Entretanto, se tivesse que destacar apenas uma coisa, esta seria a presença sempre marcante – e indiretamente cômica – do mercenário Bronn (Jerome Flynn), o até então braço direito de Tyrion Lannister.

Ainda não viu minhas impressões sobre o episódio anterior? Veja agora:

Episódio 1, temporada 2: The North Remembers

Anúncios

Quando você pensa que o ápice da “cafajestice” e da traição já havia chegado, eis que Game of Thrones “surpreende” novamente e nos mostra o quanto o ser humano pode ser capaz  de realizar os atos mais discutíveis se deseja aquilo que, propositalmente ou não é inerente a ele: o poder (independentemente de qual seja). “You Win or You Die” tem início destacando o personagem Lorde Peter Baelish, vulgo Mindinho (Aidan Gillen), apresentando finalmente de forma mais enfática parte de sua personalidade e, principalmente, de suas motivações (conhecemos um aspecto importante do personagem através de uma visita ao seu passado). Mais um personagem complexo finalmente aparece em sua totalidade para o espectador da série.

Outro personagem que volta a ter destaque e até surpreende pela sua presença é o enigmático (pela performance e maquiagem do ator Jason Momoa) Khal Drogo, que finalmente mostra toda a sua ferocidade e poder de convencimento, deixando claro tanto o poder que exerce “politicamente” sobre seu povo, quanto sua força como guerreiro. E Momoa compõe com qualidade o personagem (talvez a má impressão para com o intérprete do novo filme do Conan mude a partir de agora).

Cersei Lannister (Lena Headey) e Ned Stark (Sean Bean)

Por fim, vale destacar um recurso narrativo que volta a série, a utilização de alguns personagens (como o Mindinho e o núcleo da muralha, formado pelos personagens da Patrulha da Noite, por exemplo) de maneira a explicar certos eventos do passado e do presente do reino de Westeros, tendo assim um largo foco no didatismo. Entretanto, ele nunca soa gratuito, servindo aos não iniciados no universo (leia-se aqueles que são entusiastas apenas da série, portanto não leram a obra literária) sem forçar a barra e incomodar o fã do universo criado por George R. R. Martin.

Faltam agora apenas três episódios para o encerramento desta intrigante e deslumbrante série.

Se você ainda não leu os reviews dos episódios anteriores de Game of Thrones, confira através dos links abaixo:

Episódio 1 – The Winter is Coming

Episódio 2 – The Kingsroad

Episódio 3 – Lord Snow

Episódio 4 – Cripples, Bastards and Broken Things

Episódio 5 – The Wolf and the Lion

Episódio 6 – A Golden Crown